Os Padres e Irmãos da Congregação dos Oblatos de Cristo Sacerdote são chamados por Cristo a fazer de suas vidas uma OBLAÇÃO, isto é, uma oferta, fazendo dela um dom no serviço a Cristo Sacerdote e aos irmãos. A “OBLAÇÃO” é o cerne de nossa espiritualidade, pois sendo “OBLATOS”, o nosso nome recorda as palavras do próprio Verbo, quando se fez carne: Tu não quiseste sacrifício e oferenda. Tu, porém, formaste-me um corpo. Holocaustos e sacrifícios pelos pecados não foram do teu agrado. Por isso eu digo: Eis-me aqui, eu vim, ó Deus para fazer a tua vontade” (Hb 10,7-8).

Aspirantado: É a primeira etapa formativa da vida religiosa, cuja duração mínima é de um ano, que se caracteriza por um período de transição entre a vida no seio da família e o início da vida em comunidade religiosa. Nesta fase, o jovem faz a opção de deixar a vida familiar e ingressar num grupo de pessoas que desejam a consagração de suas vidas, seguindo Jesus Cristo mais de perto.

Postulantado: Nesta segunda etapa formativa na vida religiosa, cuja duração mínima é também de um ano, visa ao formando o aprofundamento no conhecimento do carisma, espiritualidade e história da Congregação. Este período é também uma preparação ao noviciado, bem como um momento de grande estreitamento de laços entre o candidato e a congregação religiosa.

Noviciado: O noviciado, conhecido também como ano canônico, é um período de profunda espiritualidade em que se busca estabelecer um relacionamento íntimo com a pessoa de Jesus Cristo, contemplando-o como Sumo e Eterno Sacerdote. Esta etapa formativa tem a duração de um ano, com foco singular nas constituições da Congregação, ao término do qual o noviço fará sua primeira profissão dos votos de Castidade, Pobreza e Obediência.

Juniorato: O Juriorato tem início após o noviciado, com a profissão dos votos temporários. Os votos simples são professados pelo período de um ano, devendo, por isso, ser renovados anualmente. Após 3 anos de renovação e, no máximo 6 anos, deve-se fazer os votos perpétuos, com os quais se encerra a formação inicial da vida religiosa. Desse modo, o juniorato é o período que vai desde a primeira profissão até a profissão dos votos perpétuos. Nesta fase o religioso se vincula mais intimamente à congregação, ao seu carisma e espiritualidade. É também um tempo de preparação cultural, em que se faz os cursos de filosofia e teologia (obrigatórios para aqueles que se destinam ao sacerdócio) ou outros cursos ligados ao carisma da congregação. O jovem religioso deve também, nesta etapa formativa, se inserir nos trabalhos pastorais, fazendo assim uma maior experiência das diversas dimensões do carisma da Congregação.

 

e-mail: vocacional.oblatos@gmail.com