O Padre Idoso e o Eterno Sacerdote
“O Altar, o Ambão e a Cátedra”

O vocacionado, quando é ordenado presbítero, recebe do bispo, como matéria, a imposição das mãos, que é feita em silêncio, mas um silêncio profundamente orante, tanto da parte daquele que impõe as mãos, como daquele que recebe a imposição. Imagino que cada neo-presbítero naquele instante deve rezar intimamente, pensar na sua vocação, no Deus que o chamou, nas pessoas que o ajudaram a realizar aquele sonho; e tantos outros pensamentos que emanam daquele momento de oração. Naquela oração consecratória, são-lhe dirigidas as seguintes palavras: “Nós vos pedimos, Pai todo-poderoso, constituí estes vossos servos na dignidade de presbíteros; renovai em seus corações o Espírito de santidade; obtenham, ó Deus, o segundo grau da Ordem sacerdotal que de vós procede, e a sua vida seja exemplo para todos”. Desta invocação emana o itinerário pelo qual o padre deve viver sua vida sacerdotal.
E quando chega a um dado momento da vida, aquele padre que já foi jovem e pregou sobre Jesus com todo o entusiasmo, recebia carinho e aplausos de tantas pessoas, era visto e bem quisto por muitos, agora encontra-se idoso e talvez com tantas limitações e dependências físicas e psicológicas.
O bispo ou padre, no ardor de suas atividades, preside a celebração da Santa Missa da CÁTEDRA OU CADEIRA PRESIDENCIAL. Ali ele representa o Cristo-Cabeça, que conduz a assembleia litúrgica. Ao passo que o padre idoso tem como “cátedra” sua cadeira de rodas. Nela é conduzido, levado para onde precisa (Jo 21, 18). Naquela cadeira muitas vezes toma banho, faz as refeições e volta a ser uma criança, auxiliado por alguém.
Na liturgia católica, o AMBÃO é o lugar da proclamação e pregação da Palavra. Não é simplesmente um local, mas é a mesa da Palavra de onde o próprio Cristo vivo nos fala de seu Evangelho. Dali o padre prega, porém é Jesus quem fala, toca, converte, cura e salva. Quantas vezes aquele padre eloquente na sua dicção, na homilia bem preparada tocou a vida de tantas pessoas. Entretanto, o padre quando se torna idoso não escuta bem e, às vezes, chega a usar aparelho auditivo para poder ouvir um pouco. Ele que também tanto falou para outros ouvirem, agora já não o pode fazer, não porque não o queira, mas por conta dos limites físicos que lhe sobrevieram com o passar dos anos. Dessa palavra da qual se alimentava espiritualmente e pregava o Evangelho, hoje é Cristo que se aproxima dele e continua alimentando-o com aquela mesma Palavra proclamada do ambão (Jo 11, 25-26). O termo ambão é derivado da língua grega, que quer dizer lugar para onde se sobe. Os ambões antigos tinham sempre degraus; hoje os degraus que o padre idoso percorre são bem mais altos, são aqueles nos quais ele já não pode mais subir sozinho, quando não tem uma bengala ou andador, e é sempre alguém que o ajuda a subir esses degraus (Gn 28, 10-15).
O Concílio Vaticano II afirmou que o sacrifício eucarístico é “fonte e centro de toda a vida cristã” (Lumen Gentium11). É no ALTAR que se realiza o sacrifício eucarístico. É no altar que testemunhamos o imenso amor de Deus por cada um de nós. Não é o tamanho do altar ou a grandiosidade da igreja que o faz digno, mas sim o que nele é celebrado. 
“Pela consagração do pão e do vinho opera-se a conversão de toda a substância do pão na substância do corpo de Cristo, nosso Senhor, e de toda a substância do vinho na substância do seu sangue; a esta mudança, a Igreja Católica chama, de modo conveniente e apropriado, transubstanciação” (Ecclesia de Eucharistia, 15; Sess. XIII, Decretum de ss. Eucharistia, cap. 4: DS 1642). Antes era ele o sacerdote que apresentava o pão e o vinho para se tornar o nosso alimento espiritual, hoje é ele o padre idoso que é alimentado com pão, leite e outros alimentos e, às vezes, feito “papinha”, levados à sua boca. 
            O Concílio Vaticano II afirma que “o sacerdote ministerial realiza o sacrifício eucarístico fazendo as vezes de Cristo, in persona Christi” (LG 10 e 28; Presbyterorum ordinis, 2). Hoje o mesmo sacerdote, independentemente de sua idade e dificuldades físicas, continua fazendo as vezes de Cristo. Nele o Cristo se apresenta silencioso e abandonado, que cai várias vezes durante o caminho do calvário, é outro Cristo ajudado pelo Cireneu; agora, porém, é o próprio Cristo a quem ele serviu que o levanta a cada dia. Tenho um só esposo sobre a terra, Jesus abandonado… Irei pelo mundo buscando-o, em cada instante da minha vida(Chiara Lubich).
            Na Quinta-Feira Santa o altar é desnudado, assim como Cristo foi despido de suas vestes pelos soldados (Mt 27, 28). Agora o padre já não consegue tomar banho sozinho, outros têm que ir-lhe ao encontro, tirar suas roupas e entrar em sua intimidade e dar-lhe o banho que antes ele mesmo fazia sozinho, palavra esta que não existe mais para o padre idoso. De quase tudo, agora ele depende da ajuda de alguém, porém sozinho não ficará, (Lc 5, 1-11), pois é o próprio Cristo, por quem deixou tudo, que o conforta (Jo 14, 1).
            No altar, o padre celebrou a Eucaristia, dela era ele mesmo o primeiro a ser alimentado. Hoje os remédios que usa também são uma forma de se lembrar do alimento eucarístico que tantas vezes o curou.
            Por fim, como é bonito ver o padre rodeado de seus muitos auxiliares, diáconos, ministros, cantores, agentes de pastoral, acólitos e coroinhas e tanta gente disposta a ajudá-lo. O padre idoso, porém, muitas vezes é esquecido, são poucos os que ficam ao seu lado; ele não é mais importante, já não usa aquelas lindas vestes que todos admiravam, bem como as casulas de diversas cores; hoje suas roupas são simples, quase sempre as mesmas e acompanhadas por uma fralda. Ao seu lado permanecem os irmãos na fé, algumas vezes os familiares e o Sumo e Eterno Sacerdote, Jesus Cristo.

“O que fizerdes ao menor dos meus irmãos, a mim o fazeis”. (Mt 25,40)

 

Pe. Durvano Ap. Dourado Porto, ocs
Religioso-padre da Congregação dos Oblatos de Cristo Sacerdote.
(Meditação pessoal: 23 de abril de 2020)

 

Carisma:
http://www.oblatosdecristo.com.br/novo/casaseparoquias%20-%20Casa%20Sao%20Jose%20Padre%20Idoso%20-%20Macuco%20-%20Santos%20sp.htm

https://www.youtube.com/watch?v=2k7Tq_5Q4Zw

https://www.youtube.com/watch?v=CJodzFKjAB4

https://www.youtube.com/watch?v=fe2QUisNeTE