Nota de falecimento de Ir. Clóvis Baptista dos Santos, OCS.


A nossa Família Religiosa Oblaciana comunica a todos que o nosso querido,  Ir. Clóvis Baptista dos Santos, OCS, aos 96 anos de idade, partiu definitivamente para a morada do Pai Eterno. Seu falecimento se deu no dia 23 de fevereiro de 2015, às 10h00min, na Casa de Cuidados Cantareira, em São Paulo, SP.
Ir. Clóvis estava sob os cuidados da referida entidade por vontade dos próprios filhos,  devido ao seu quadro fisiológico bastante debilitado. Seu velório ocorreu em nossa Casa Geral de Roseira (Mosteiro da Sagrada Face).  Aqui estiveram presentes seus 5 filhos, alguns netos, amigos e parentes, destaco aqui a presença ilustre de sua irmã de sangue, D. Judite, com 100 anos de idade.

A Missa de corpo presente foi celebrada em nossa Capela Maior, às 9h30min, tendo sido presidida pelo Pe. Sebastião César Moreira, OCS, delegado pelo Superior Geral de nossa Família Religiosa, o qual, por motivos vários não pode estar presente, porém manifestou as suas condolências a todos os parentes e amigos de Ir. Clóvis.  Ao término da celebração eucarística, Pe. Sebastião deu continuidade às exéquias. Logo após a bênção do féretro saímos em procissão ao Cemitério de nossa Casa Geral, para o sepultamento do corpo de Ir. Clóvis.  Prestando-lhe as últimas homenagens, Pe. José Mariano, OCS, deu seu lindo depoimento, afirmando que Ir. Clóvis nunca mediu esforços para catequisar as pessoas. Disse também que ele fundou vários apostolados e dedicou boa parte de seu tempo à Catequese, visitando famílias e promovendo encontros. Por fim, seu filho Natanael Eloi, em sua homenagem ao pai, destacou que Ir. Clóvis era uma pessoa que sabia amar a Deus e ao próximo, e valorizava todas as formas de vidas existentes.

No final de sua fala, ele agradeceu ainda à Congregação dos Oblatos tudo aquilo que ela proporcionou ao seu pai. Disse que Ir. Clóvis se sentia muito feliz de poder servir a Deus e fazer parte da Congregação dos Oblatos de Cristo Sacerdote.
 A nossa Família Religiosa agradece ao nosso querido Ir. Clóvis Baptista dos Santos, OCS, o seu exemplo de vida simples e humilde. Através de seu modo de desapego aos bens materiais ele nos ensinou que a verdadeira felicidade consiste somente em amar a Deus e aos irmãos, procurando servir sempre na alegria e na fraternidade. Muito obrigado, caríssimo Ir. Clóvis. Sentiremos saudades de suas brincadeiras, de seu bom humor em driblar as dificuldades da vida sempre com muita fé em Deus. Que nosso bom Deus lhe Conceda o repouso e o descanso eternos. Assim Seja.


Breve histórico de vida de Ir. Clóvis Baptista dos Santos, OCS.
Nascido no dia 8 de julho de 1919, Ir. Clóvis viveu intensamente,  dividindo sua vida em três fases, como ele mesmo as definia:  a primeira fase se deu no Nordeste Brasileiro, região onde ele nasceu. Ali, ele dedicou parte de sua vida aos duros trabalhos agrícolas, passando por várias tribulações, termo que ele gostava de usar quando estava em dificuldades. A outra fase se deu quando ele resolveu mudar-se para o Estado de São Paulo, em busca de melhorias de vida. Aqui ele conheceu Maria Izabel de Jesus, com a qual ele se casou. Os dois geraram 5 filhos, aos quais Ir. Clóvis não mediu esforços para garantir-lhes educação, alimentação e moradia. Após ter ficado viúvo, Ir. Clóvis, vendo já seus filhos grandes e independentes, resolveu consagrar toda a sua vida a Deus, através da Profissão dos Votos de Castidade, Pobreza e Obediência, na Congregação dos Oblatos de Cristo Sacerdote, no ano de 1983, começando a partir de então a sua terceira fase de vida. Em nossa Família Religiosa, Ir. Clóvis sempre apresentava bom humor, demonstrando nitidamente a sua alegria em servir a Deus e aos coirmãos e irmãos. Resta-nos, portanto, a saudade desse nosso ilustre coirmão na consagração: homem de caráter forte e opinião firme, homem combatente, homem de fé incontestável. Sim, ele partiu para a Casa do Pai, mas seus exemplos de vida, sua coragem na luta, seu esforço em atingir a meta final continuarão vivos em nossas lembranças, em nossas vidas.

Ir. Miguel Damasceno Figueiredo, OCS
Secretário Geral