<Voltar

Caríssimos irmãos (ãs), com o tema “Amados e Chamados por Deus” e o lema “És precioso aos meus olhos. Eu te amo” (Is 43, 4) inicio a reflexão:

Tudo começou quando tinha meus 15 anos, ao participar de um encontro com jovens na cidade de Aparecida, onde atualmente é o Colégio Millenium. Fui participar do momento de adoração que estava programado para aquele dia, o qual me lembro como se fosse hoje. Eu estava sentado no chão, com meus olhos fixos no ostensório, quando me senti abraçado e tocado. Fiquei sem entender e guardei para mim o que havia acontecido.

Ao terminar o encontro retornei para casa, mas inquieto, pois sentia algo diferente. Os anos foram se passando e em 2018 fui questionado sobre dar o sim a Deus e ingressar em uma família religiosa, momento este que me senti amado e chamado por Deus, pois como diz o nosso Papa Francisco: “Sentir-se amado é uma mensagem que recebemos muitas vezes nos últimos tempos: do Sagrado Coração, de Jesus misericordioso, da misericórdia como propriedade essencial da Trindade e da vida cristã. Ela nos revela, junto ao rosto paterno, o rosto materno de Deus, de um Deus apaixonado pelo ser humano, que nos ama com um amor que é infinitamente maior do que o amor de uma mãe pelo seu filho”.

E nesta certeza do amor de Deus por cada um de nós, somos preciosos aos olhos Dele, a ponto de nos chamar para segui-lo, estar ao seu lado, pois praticamente todas as vocações nascem de um chamado amoroso de Deus. Cada profeta inicia a sua missão a partir de uma vocação, um chamado próprio e bem pessoal que recebe de Deus: é o caso de Moisés, Jeremias, Isaías, Amós, dentre outros. Deus chama e indica uma missão.

Vemos que a iniciativa é toda de Deus, a nós cabe apenas a resposta ao seu desígnio e projeto de amor. Por isso, intensifiquemos neste mês dedicado às vocações as nossas orações e pedidos ao Senhor da Messe, para que envie operários para a sua colheita. Que Maria, a Estrela de Belém, nos auxilie em nosso itinerário vocacional.

 

Gostaria de terminar com esta Música:

“Senhor, tu me chamaste, a olhar no meu olhar:
"Vem e vê onde moro, e eu te farei feliz!"
Senhor, Senhor, contigo quero estar,
pois teu amor primeiro me escolheu e quis!
Não quero ter certeza de nada, meu Senhor:
saber que tudo sabes me acalma o coração!
E basta-me a certeza do teu eterno amor:
estar sempre a teu lado, tua mão na minha mão!”