CAPÍTULO GERAL / 2018

Espiritualidade Capitular: "Ad Jesum per Mariam"!

Queridos irmãos Oblatos de Cristo Sacerdote!

          Como é já do conhecimento de toda comunidade, estamos vivenciando mais um Ano Capitular na alegria, na esperança e na confiança de que juntos buscaremos,  sob a luz e a inspiração do Espírito Santo, redescobrir, renovar e desenvolver com mais afinco, amor e competência, a profundidade, a beleza e a riqueza do nosso carisma dentro da Igreja no serviço generoso a Cristo Sacerdote na pessoa dos nossos senhores bispos e sacerdotes.

          Segundo a nossa Espiritualidade Oblaciana, Maria é, depois de Cristo, o nosso maior modelo e a nossa grande meta de inspiração para efetuar de modo concreto e definitivo, a missão que nos é própria segundo o carisma deixado pelo nosso caríssimo fundador: "... Servir os bispos e padres idosos ou doentes; servi-los nas suas diversas necessidades pastorais e o serviço dentro das santas missões populares". Toda a vida de Maria foi um perene Sim que se concretizou nas mais diversas formas de serviço ao seu filho Jesus, aos irmãos e à vida. Além do mais, deixou para todos os homens de boa vontade, uma rica e belíssima exortação que permanece sempre atual: "Fazei tudo o que ele vos disser" (Jo 2,5).

          Neste segundo domingo da Quaresma de 2018 que estamos  vivendo em preparação à celebração da grande Páscoa do Senhor, toda a liturgia dominical gira em torno de três grandes verbos que regeram, iluminaram e encaminharam a vida dos grandes homens e mulheres da Bíblia, bem como a vida de todos os grandes santos e santas em todos os tempos e lugares: "escutar, obedecer e confiar". O nosso grande pai na fé, Abraão, nunca hesitou em dizer sim a Deus, mesmo quando tudo lhe  parecia já ter chegado ao fim. Toda sua vida teve como centro Deus e não o homem. Mesmo diante do grande e doloroso desafio de sacrificar o próprio filho, Isaac,  Abraão continuou forte, firme, sereno e preferiu: escutar, obedecer e confiar. Na segunda leitura, o apóstolo Paulo lança um desafio: "Se Deus é por nós, quem será contra nós"? Nada! Nada é capaz de nos separar de Deus. No Evangelho, Jesus que se transfigura no Monte Tabor para mostrar a Pedro, Tiago, João e a cada um de nós, que Ele não era apenas um homem ou um grande profeta, mas o próprio Deus, o único e verdadeiro Senhor da história, diante do qual não existe nenhum tipo de mal que nos possa derrotar.

          A título de conclusão, busquemos todos juntos e unidos neste Ano Capitular, ano também dedicado ao papel dos leigos na Igreja, colocarmo-nos sob a proteção de Deus assim como fizeram todos os grandes escolhidos: Jó, Abraão, Moisés, os Profetas, São José, Maria a mãe de Jesus e o próprio Jesus: escutar, obedecer e confiar...

Pe Sebastião César Moreira, OCS.